Oposição solicita fim de foro privilegiado após operações da PF no Congresso

Após operações da Polícia Federal (PF) autorizadas pelo STF no Congresso, parlamentares da oposição solicitaram ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o fim do foro privilegiado em reunião nesta quarta-feira (31). Os senadores apresentaram uma “agenda institucional” de reação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O pedido de fim do foro privilegiado partiu do senador Eduardo Girão (Novo-CE): “Consideramos o foro privilegiado uma blindagem muito grande, um guarda-chuva, de um mecanismo que protege os poderosos do Brasil”, afirmou. A PEC 10/2023, aprovada pelo Senado em 2017, prevê o fim do foro nos casos de crimes comuns. O texto aguarda votação na Câmara.

Além de Girão, participaram da reunião o líder da oposição, Rogério Marinho (PL-RN), e outros senadores. Marinho pediu que Pacheco dialogue com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para estabelecer pautas em comum entre as Casas.

Entenda o caso

As operações da PF aconteceram na semana passada e atingiram os deputados Carlos Jordy (PL-RJ) e Alexandre Ramagem (PL-RJ), ambos aliados do presidente Jair Bolsonaro. Foram apreendidos R$ 102 mil em espécie na casa de Jordy.

Os parlamentares reclamam da falta de freios e contrapesos aos poderes assumidos pelo STF e do que chamam de judicializaçãoexcessiva da política. Uma das soluções seria limitar o mandato dos ministros do Supremo.

Repercussão

Após o encontro com Pacheco, Ramagem também esteve com o senador mineiro por poucos minutos. O presidente do Senado prometeu dar um retorno sobre os pedidos dos senadores até sexta-feira (03).

A bancada do PL, partido de Bolsonaro, divulgou nota repudiando as operações da PF e acusando abuso de autoridade. Já a oposição comemora a apuração de suspeitas de irregularidades envolvendo aliados do governo.

PGR solicita acesso a documentos sigilosos da CPMI dos atos antidemocráticos

Autor desta matéria:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *